TOP
colagem
Dordonha ou Perigord Europa França viagem de carro

Dordonha – Uma das regiões mais lindas da França – Périgueux, Bergerac e Les Eyziers

Este ano escolhi conhecer a Dordonha, uma região que fica no sudoeste da França.

É um lugar com cenários fantásticos, eu, uma amante inveterada da Provence tive que dar o braço a torcer, pois a Dordonha é  páreo duro para qualquer região da França. Tem tantas opções legais, você pode apreciar a gastronomia que tem nas trufas e no Foie Gras o seu ponto alto, para quem adora um castelo,  é  chamada  a terra dos 1001 castelos, é lá que se concentram as grutas com desenhos pré históricos e  pinturas rupestres que parecem ter sido pintadas ontem, fazer trilhas à pé ou à cavalo. O Rio Dordonha é o que dá o nome a região, mas tem mais  um punhado de rios que cortam diversos vales tornando a paisagem ainda mais bonita. Os franceses costumam chamar esta região de Perigord como era conhecida a região quando ali habitavam os gauleses.

IMG_5412

A gente logo aprende que existem 4 Perigords diferentes  – o verde, devido aos seus exuberantes vales cobertos de florestas e rios, onde se destaca a cidade de Brentôme, também chamada de Veneza do Perigord.  O Perigord Branco, que é o coração da Dordonha, onde fica a capital Périgueux, onde maioria dos prédios são construídos em pedra calcária branca. O Perigord Negro, que tem densas florestas de carvalho e cujo centro fica na cidade de Sarlat-la-Canéda e  o Perigord Púrpura, que é a região produtora de vinhos e sua capital é a lindinha Bergerac.

france-map-perigord-lourdesmapa

De tudo o que  arrebatou meu coração para sempre foi a natureza exuberante do lugar, em cada curva eu via paisagens de tirar o fôlego, acredito que parte da magia foi por conta da estação, o mês de abril, com a primavera em plena brotação – cerejeiras, pessegueiros, o campo tapado de pequenas flores silvestres. Ter viajado em abril foi realmente uma grata surpresa, achei que ainda seria frio e talvez até chuvoso, mas foi perfeito, muitos dias de sol, temperatura boa, tudo certo.   Fui nos primeiros dias, quando recém abre a temporada, ou seja tudo já está funcionando, mas o movimento é muito tranquilo, os hotéis reservávamos de um dia para o outro, viajávamos levadas pela beleza dos lugares, me ouvindo falar assim nem dá  para acreditar, já o que o mundo e principalmente a França está sempre lotado de turistas, mas confesso – é a pura verdade.

Eu prefiro sempre sair de Paris de trem, evitando o stress de dirigir na cidade grande e aproveitando que adoro andar de trem. Escolhemos Limoges para pegar o carro e tudo funcionou como um relógio suiço, 15 minutos depois de chegar na estação já estávamos na estrada em um lindo dia de primavera no interior da França. Yupiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii  !!!! Tem sensação melhor?

IMG_5343

IMG_5879

Nosso primeiro destino foi a capital Périgueux, assim chamando de capital você até pode achar que é uma grande cidade, que nada, na Dordonha não tem grandes cidades, ao menos no nosso padrão, e é aí que reside a grande beleza do Perigord, as cidades não mudaram muito nos últimos 500 anos, elas são pequenas, tranquilas, com feições medievais autênticas, cada uma com o seu mercado com produtos frescos vindos diretamente dos produtores da região.

Uma coisa que adotei é chegar diretamente no Office de Turismo, poupa muito tempo, as pessoas são treinadas para te dizer tudo de interessante que existe num raio de 50 km. Ali nos munimos de mapas, folhetos e indicações  dos hot spots locais.

IMG_3356

Vista da Catedral de St Front, do século XII, fica no centro histórico. Aqui a margem do Rio Isle que corta a cidade de leste a oeste.

IMG_5352

IMG_5355

Passeando pelas ruas medievais de Périgueux.

IMG_3386

Vou ter que confessar nosso crime, contra tudo o que eu prego, aqui acabamos ficando no Hotel Ibis, nada contra quem gosta do Ibis ( Para quem não conhece o Ibis é uma cadeia de hoteis budget francesa, que tem hoteis espalhados pelo mundo)  por principio não fico, pois os quartos e o hotel como um todo, são absolutamente iguais, esteja você em Bangkok, Paris ou Rio de Janeiro, não tem surpresa, para mim o Ibis não tem alma.

Mas aqui em Périgueux ele era absurdamente bem localizado, na beira do rio a 2 quadras do centrinho, ok desta vez passa!

Jantamos no Restaurante Le Clos de Saint Front, era TOP, sério, pratos muito elaborados, eu comi uma truta maravilhosa e a Victoria que é vegetariana foi contemplada com um prato cheio de abobrinhas, beringelas, tomatinhos confit, queijos, tudo delicioso. A casa do restaurante toda de pedra, antiga linda, recomendo.

restaurant-le-clos-saint-front_755298

Restaurante Le Clos de Saint Front

Na manhã seguinte fomos tomar café na praça principal da cidade, as vezes acho muito bem pegar hotel sem café da manhã e tomar nas boulangeries ou cafés da cidade. Estava acontecendo o mercado semanal, melhor lugar para se conhecer mais profundamente uma cultura é o mercado. Frutas, verduras, queijos, embutidos e a estrela local – o Foie Gras, tudo direto dos pequenos produtores locais – mastercard não?

IMG_3376

IMG_3375

Abril, temporada de Aspargos e Morangos ( rabanetes dão o ano inteiro)

De Périgueux seguimos para Bergerac, aposto que você já ouviu falar no Cyrano de Bergerac,   personagem  de uma peça de teatro com o mesmo nome,  de autoria de Edmond Rostand, que tinha o nariz enorme, é inspirado em uma pessoa real Savinien de Cyrano de Bergerac , um escritor cuja familia possuia terras na região.

IMG_5467

O Rio Dordonha passa ao longo de Bergerac, ali nas margens saem vários passeios de barco .

O centro histórico de Bergerac é lindo, uma volta no tempo, tudo nos remete a idade média, as construções perfeitamente preservadas, a tranquilidade só foi perturbada por uma feirinhas de antiguidades que estava instalada na praça.

IMG_5466

Feira de antiguidades em Bergerac

IMG_5447

Uma homenagem ao seu cidadão mais ilustre – Cyrano de Bergerac

IMG_5458

Em cada recanto um clique de cartão postal.

IMG_5426

IMG_5463IMG_5450

Já no mercado de Perigueux havíamos nos abastecido de queijos, presuntos, tomates, azeitonas, cogumelos e tudo o mais que é necessário para um pic nic de primeira, o vinho compramos aqui em Bergerac, já que a região é célebre por seus vinhos, as uvas cultivadas aqui são Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc e para os brancos Sauvignon Blanc e Semillon. A região não é tão famosa quanto a sua vizinha Bordeuax. Em Bergerac se produz vinhos de alta qualidade até os mais simples.

 

Entramos em uma estradinha e escolhemos o lugar do primeiro de uma série de pic nics que fizemos aqui na Dordonha. 

mix pic - Cópia

Nosso destino era a cidadezinha de Les Eyzies-de-Tayac, lugar da Caverna de Font de Gaume.

Font de Gaume –  A Gruta de Font-de-Gaume é a última grande gruta decorada da França que, apresentando obras policromas, permanece aberta ao público. As obras são comparáveis pela sua riqueza às da caverna de Altamira ou da de Lascaux, embora o seu estado de conservação seja claramente inferior. Fonte Wikipédia.

Em  Lascaux e Altamira a gente visita  reproduções das grutas, pois as originais estão fechadas há anos para visitação pública.  Aqui a gente vê as pinturas originais feitas algo em torno de 15000 anos, eu fiquei arrepiada, é daquelas memórias que ficam com a gente para sempre. O número de visitantes é limitado, a Gruta abre as 9h, chegamos lá às 8:30h e fomos as primeiras, o guia disse que no verão as pessoas chegam as 3h da madrugada…

grottes-de-font-de-gaume-et-de-combarelles-1394

 

Entrada da Gruta de Font de Gaume

font-de-gaume-2

 

Pintura de um Bizão. Foto: Turismo de Les Eyzies

Les Eyzies acabou se revelando uma boa surpresa, chegamos à tardinha, quando toda a paisagem se cobre com um manto dourado. A cidadezinha fica na confluência de 2 rios o Vézère e o Beune de um lado e do outro um massivo de montanhas.

IMG_5622

Entrando em Les Eyziers-le-Tayac

IMG_5671

 

Neste massivo de montanha que está localizado o Museu Nacional da Pré História.

Nosso Hotel chama-se  Hostellerie du Passeur, recém reaberto, muito bom, na margem do rio e o restaurante é maravilhoso.

Destaque para as sobremesas que são divinas, comi um suflê de Grand Marnier que era uma loucura!

IMG_5634

 

Hotel em Les Eyziers – Hostellerie du Passeur

IMG_3449

IMG_5409

Entre as plantações de Colza da Dordonha.

 

Vista da janela.

Na sequência vou falar de Beynac, Domme, Rocamadour e a jóia de St Cirq Lapopie.

«

»

10 COMENTÁRIOS
  • Melissa
    2 meses atrás

    Ola. em que mes vc foi? era inverno? bjs

    • Clarisse
      2 meses atrás
      AUTHOR

      Olá Melissa,

      Não, foi no inicio da primavera, finalzinho de abril, foi uma escolha perfeita, pois todas as atrções já estavam funcionando e eram poucos turistas, fora que os campos estavam todos floridos.
      Abraço,
      Clarisse

  • lauro ribeiro
    2 anos atrás

    Parabens pela informaçao, como consigo a segunda parte

  • marco righetti
    3 anos atrás

    onde acessar a segunda parte? A primeira está excelente. Parabéns

  • Sandra Maia
    4 anos atrás

    Parabéns pela reportagem excelente, com informações úteis e bela fotografia.

  • Regina
    5 anos atrás

    Adorei! Também aguardando a continuação…

    • Mylene
      5 anos atrás

      Olá Regina
      Acabamos de postar a parte 2 do roteiro da Dordonha.
      Passa lá e dá uma olhada.
      Abraço
      Mylene

  • Hortencia
    5 anos atrás

    Estou encantada com a reportagem ,já que estou indo nos mesmos lugares. .Parabens ,vc sabe relatar muito bemmmmm. Quero saber onde encontro a continuação ,obrigada. Hortencia

    • Mylene
      5 anos atrás

      Oi Hortência,
      Ainda não publicamos a continuação, em seguida encontrarás por aqui!
      Abraços e obrigada

Deixe-nos seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Captcha *

Siga-nos no Instagram

  • Cannes, esta pequena cidade que simboliza a Costa Azul se encarrega de todo o glamour e a aura cool do universo cinematrográfico desde 1946.
.
.
.
#cannes #cotedazur #cinema #viajandocomarte #photography
  • O verão é uma época linda para visitar a serra gaúcha, paisagens de montanhas verdes, trilhas, banhos de cachoeira e todo o charme de lugares como Gramado e Canela.
.
.
.
#serragaucha #gramado #canela #viajandocomarte #photography #amazingplaces
  • A Cidade Proibida em Pequim, um "Palácio Museu". que durante quase cinco séculos serviu como residência do Imperador chinês. Uma visita imperdível no roteiro de viagem do grupo China com Arte de março de 2019.
.
.
.
#pequim #china #ig_china #forbiddencity #cidadeproibida #viajandocomarte
  • Provavelmente em nenhuma outra cidade espanhola a presença moura é tão fortemente sentida como em Granada.
Foi aqui que em 1492 os reis católicos Isabel de Castela e Fernando de Aragão puseram fim aos 781 anos de domínio islâmico na Península Ibérica.
Os mouros deixaram para trás uma das maiores belezas, que é a fortaleza de Alhambra e seu palácio Generalife, listados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, que demonstram o grau de desenvolvimento da sociedade árabe daqueles tempos.
.
.
.
.
#granada #espanha #alhambra #nasridpalace #viajandocomarte #photography
  • A inacreditável beleza do Buraco do Padre - uma furna com uma cascata dentro com mais de 43m de altura, é possível tomar banho debaixo da queda e sentir o peso da água nas costas.
.
.
.
#buracodopadre #cachoeira #parana #pontagrossa #viajandocomarte #photography #amazingplaces
  • Instagram Image
  • Agora é a época ideal para visitar a região do norte da Patagonia, pegue um vôo até Puerto Montt no Chile, alugue um carro, faça de Puerto Varas sua base  e explore a região dos lagos que é belíssima.
.
.
.
.
#chile #patagonia #osorno #regiaodoslagos #puertomontt #viajandocomarte #photography
  • Cores, muitas cores, vi que grande parte do nosso gosto pelo colorido herdamos dos índios, nossas danças, nosso carnaval, o Brasil é de fato um grande caldeirão de culturas.
Fotos da tribo Huni Kuin..
.
.
.
#acre #jordao #aldeiaaltamira #amazonia #hunikuin #viajandocomarte #photography