TOP
IMG_7482
Africa Aventura Marrocos Roteiros Viajando com Arte Sem categoria Variedades

Marrocos, para lá de Marrakech

O deserto de dunas ondulantes marca o ponto alto de uma experiência no Marrocos. Esta paisagem é a marca registrada de Merzouga, quase na fronteira com a Argélia. Por lá ainda vemos cáfilas de camelos soltos e acampamentos de nômades do Sahara, os Tuaregs.

DSC06591
Depois de um rally em 4×4 fomos recebidos com o tradicional chá de menta em nosso acampamento. Dali montamos nos camelos para ver o por do sol no alto das dunas.

DSC06915

O silêncio se pode quase cortar com uma faca , é espesso e dominante. A atmosfera lívida faz a gente refletir, nos atira sem piedade à nossa ínfima dimensão frente ao universo.

DSC06719

Passamos uma noite de luar no Merzouga luxury camp, um conjunto de tendas isolada nas areias do Sahara com todo o conforto, só não espere conexão.

DSC06601

DSC06849

No silêncio da noite enluarada o frio foi afastado pelo calor da fogueira e o clima foi dado pela música gnowa, uma percussão semelhante a dos negros do norte do Brasil.

DSC06875

No século X vai surgir do deserto um povo berbere cujo líder, Ibn Yasin desejava elevar o nível de refinamento dos ensinamentos do Islã, se preparou com profundos estudos do Corão e propôs a jihad. Era um povo comerciante , rico mas rude das profundezas do Sahara. Os Almorávidas entendem que a beleza está na simplicidade e na harmonia e com esta filosofia vão cruzar pela primeira vez as montanhas Atlas e fundar uma nova cidade em 1062, a segunda cidade imperial, Marrakesh .

DSC06692

IMG_7072

Enquanto isto na Espanha , o Califado de Córdoba sofria reveses com a Reconquista Cristã. O califa decide pedir ajuda para os Almorávidas , com a máxima : “prefiro ser cameleiro no deserto do que porqueiro no norte da Espanha”
Os guerreiros berberes passam Gibraltar e vão conquistar Al Andalus , unificando o reino com a capital em Marrakesh.

IMG_7513
Marrakesh é a epítome do Marrocos, tem a mistura perfeita de tradição e sofisticação. Sua Medina é fácil de se localizar pois tem a enorme praça Djeem el Fna como ponto de referência.
Lojas que usam o estilo típico mas com toques ocidentais! Uma perdição. Babouches, caftans, perfumes, cores e o famoso óleo de argan.

IMG_7223

Restaurantes misturam o tempero marcante africano com um toque francês.
Muitos rooftops de riads charmosos para ouvir a reza e ver o por do sol.

IMG_7473
A parte nova de Marrakesh foi construída pelos franceses no século XX, chamada de Gueliz uma alusão a primeira igreja ( Eglise) ali localizada.
É nesta região que está o grande complexo dedicado ao estilista Yves Saint-Laurent.

IMG_7650

O gênio franco- argelino encontrou em Marrakesh inspiração para suas coleções de moda, comprou uma propriedade de um pintor francês , Jacques Majorelle. O Jardim Majorelle ficou conhecido com “catedral da forma e da cor”. Sua casa , Villa Oásis, com o companheiro Pierre Bergé foi palco de festas nababescas e acaba de ser aberta à visitação.

IMG_7629
No ano da morte de Bergé, 2017, foi inaugurado um museu dedicado a obra de YSL, lindo e imperdível.
Mostra a influência marroquina e a atemporalidade de suas criações.

IMG_7647

Voltando para a história, as trocas culturais com a Andaluzia vão ser intensas mas este grande império Almorávida não vai durar mais de três gerações: o avô constrói, o filho desfruta e o neto destrói.
No século XII , Vindo do topo das montanhas Atlas , surge uma nova dinastia , com a mensagem mais comprometida com as bases da religião e acusando os Almorávidas de fúteis e corruptos.
Vão cercar e conquistar Marrakesh levando o império até a Líbia.

DSC06774
Na Andaluzia vão fazer de Sevilha sua segunda capital investindo numa arquitetura mais rica e rebuscada.
No Marrocos vão reconstruir a Mesquita Koutobia com a alegação de que não estava perfeitamente virada para Meca.

IMG_7410
Vai ser uma época de ouro da cultura , com construção de bibliotecas, hammans e tradução de livros.
Mas em 1212 um grande revés atinge o império, em Navas de Tolosa os cristãos vão ter uma grande vitória militar o que leva os muçulmanos a dominarem somente Granada e seus arredores. O bairro de Albaicin de frente para o Alhambra, vai ser formado por mouros fugidos de Sevilha , Córdoba e outras partes da Andaluzia reconquistada.


IMG_9898

Para o Marrocos também vão fugir muçulmanos e judeus escapando da Inquisição espanhola.
Nesta época entra em cena o casal de Reis Católicos, Fernando de Aragão e Isabel de Castella, que serão responsáveis pela expulsão total dos mouros com a queda de Granada em 1492.
O Sultão Boabdil chorava quando abandonava Alhambra e sua mãe foi inclemente dizendo: “não chore como mulher o que não soubeste defender como homem”.

IMG_0029

IMG_9864

Os Almoads acabam sobrepujados pela terceira dinastia berbere, que vai se fixar em Fez.
Os Merinides , grandes construtores de Madrassas, escolas corânicas que vão espalhar o conhecimento do islã.
A Medina de Fez é o maior conglomerado urbano sem carros na atualidade. Funciona como um corredor do tempo, onde a vida comunitária ainda dá o tom.
IMG_6240

Somente no século XVII vai surgir uma nova dinastia árabe , os Alauítas que conseguirão unificar a nação. Eles são os reis atuais do Marrocos e criaram a terceira cidade imperial de Meknes.

Moulay Ismail foi o governante mais controverso.
Teve mais de 500 concubinas e 888 filhos, um governante cruel que construiu com escravos negros uma cidade aos moldes de Versailles de Luis XIV.
Seu Mausoléu Amarelo na cidade de Meknes é muito interessante mas atualmente está fechado para restauração.

IMG_6130

Meknes foi fundada pela dinastia do atual rei!
Falando nisto , cuidado com assuntos reais. Fui entrar nesta seara, contando da separação do casal real e com isto quase fui denunciada pelo guia, por crime de lesa majestade! Um país que tenta mudar a mentalidade retrograda para entrar no mercado europeu, mas que tropeça no machismo e na censura a toda hora.

IMG_6072

Em 1912 o Marrocos passou a ser um protetorado francês e só conseguiu sua independência em 1956 com Mohammed V , avô do rei atual.
Hoje o Marrocos investe fortemente no turismo e tenta resolver seu problema territorial com o Sahara Ocidental, região sul que reclama independência apoiado pela Argélia.

IMG_7185

Com os franceses surgiram as ligações com o cinema e o país se tornou a meca de filme relacionados ao deserto , com a capital cinematográfica em Ouarzazate. Esta é a região da Mil Kasbas, espécie de fortaleza de adobe que aos poucos vem sendo restauradas. Mas a rainha das Kashbas é Ait Ben Haddou ,com mais de mil anos  já serviu de cenário para muitas produções históricas como Gladiador, A Ultima Tentação de Cristo e mais recentemente Game of Thrones. 

IMG_7131

Marrocos é  uma viagem de volta no tempo num dos países muçulmanos mais estáveis e com melhores relações com Ocidente .
Apesar de esta ter sido minha quarta visita ao país, não perco a capacidade de me encantar.

IMG_6830Gargantas de Todra

Para saber mais sobre o  Marrocos histórico

 

«

»

1 COMENTÁRIO
  • Ana Paula Brito
    9 meses atrás

    Espetacular !!! Refiz a minha viagem com a riqueza desse texto… obrigada

Deixe-nos seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Captcha *