TOP
John Waterhouse
Arte inspiradora Artistas Life Style

Penélope, o mito que traz o tecer como restauração

O mito, a arte e a psicologia sempre andaram lado a lado! O mito reflete arquétipos humanos que a psicologia tenta compreender e a arte retratar.
Neste 27 de agosto com o Mito de Penélope homenageamos todos os psicólogos 👩🏼‍💼.
 
John Satanhope

John Satanhope

 
Ulisses e Penélope haviam se casado apenas um ano quando ele partiu para a Guerra de Tróia. O pai de Penélope sugeriu que ela se casasse novamente, Ela queria ganhar tempo.
Pintoricchio

Pintoricchio

 
Um de seus artifícios foi o de alegar que estava empenhada em tecer uma tela para o dossel funerário do sogro, comprometendo-se em escolher o pretendente quando a obra estivesse pronta.
Durante o dia, aos olhos de todos, Penélope trabalhava tecendo; à noite, secretamente desfazia o trabalho feito.
 
Tatiana Blass

Tatiana Blass

 
A história nos conta que a bela e paciente Penélope esperou  durante 20 anos por seu amado Ulisses, enquanto ele lutava na Guerra de Tróia. Por fim, quando as coisas se complicam e ela teria que escolher outro homem, Ulisses reaparece vestido de vagabundo e conquista, mais uma vez, o amor de sua esposa.
 
Johhan Tischbein

Johhan Tischbein

 
O mito de Penélope mostra uma das mais claras e populares imagens de feminilidade, da pessoa que tece a solidão enquanto espera, pacientemente borda, junta os fios. A referência à trama, do desencontro e da recombinação , tanto nos reporta aos acontecimentos da própria existência, tecidos por uma dolorosa memória, como nos fala de criação, invenção e a possibilidade de conhecer outros caminhos.
 
 
percy macquoid

percy macquoid

A tela que Penélope tece tem o objetivo de protegê-la e aquecê-la. Destituída de afeto, ela tece para cuidar de si mesma em seus piores momentos de solidão e, ainda que espere por Ulisses por toda sua vida, não tece porque espera, ela tece a sua esperança. Enquanto espera, desfaz os pontos antigos, cria outros desenhos, novas matizes à espera de si mesma.

 
EDWARD BURNE-JONES

EDWARD BURNE-JONES

«

»

Deixe-nos seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Captcha *