TOP
IMG_0184 - Cópia
Cornualha Inglaterra

Quatro mulheres (perdidas) na Cornualha. Parte I

A Cornualha entrou na minha vida através dos livros da Rosamund Pilcher,  autora dos famosos best sellers como Os catadores de conchas, O regresso, ambos ambientados lá. A descrição de Rosamund daquelas falésias despencando no mar, dos campos ingleses floridos, de lugares ermos e lindos, marcaram indelevelmente meu imaginário. Em julho duas grandes amigas decidiram passar 1 mês estudando inglês em Londres e nos convidaram para visitá-las. Era a oportunidade que eu tanto esperara e agarrei-a com as duas mãos.

A  história da Cornualha está intimamente ligada ao mar, sua costa é pontuada de pequenos portos de pesca, seu folclore quase sempre ligado a contos de velhos pescadores. Tem paisagens deslumbrantes, de altos penhascos na beira do mar. Até hoje a indústria da pesca é muito importante para a região, mas hoje o turismo é de longe o que traz mais prosperidade. Difícil não se apaixonar por sua beleza selvagem, suas casinhas com jardins cobertos de flores. Rosamund não exagerou nem um pouquinho, a beleza da Cornualha compensou os anos de espera.

Quando contei meus planos para o meu marido ele me olhou com a expressão mais desconfiada do mundo, Cornu o que? Será que eu entendi bem?  É Paulinho, Cornualha, uma região ao sudoeste da Inglaterra, nada demais, é só um lugar que encasquetei há anos que queria conhecer, relaxa.

Planejar um roteiro da estaca zero é complicado, como saber os lugares legais, as boas? O tipo da pesquisa que pode render horas na internet, e em quem confiar?

Minhas amigas são super parceiras e mesmo sabendo que eu iria dirigir sem nenhuma prática, do lado “errado”, toparam a parada.

Precisávamos de um carro, e achei que sair dirigindo de Londres era abusar da confiança das minhas amigas. Achar uma cidadezinha que tivesse uma locadora de automóveis foi o que decidiu nosso ponto de partida na aventura pela Cornualha. E foi um pontinho minúsculo no mapa, a cidade de Barnstaple, o lugar escolhido para iniciar nossa viagem. Em Barnstaple aconteceu uma coisa muito bizarra, a companhia locadora era a americana Thrifty, que pode funcionar muito bem nos EUA, na Inglaterra foi um desastre. Nosso trem de Londres, nada britânico, chegou com atraso de meia hora, e o local da retirada do carro era longe da cidade, resumindo, chegamos lá com 1 hora de atraso da hora marcada para retirar o carro.

O funcionário que lá estava, que por sua vez não atendia ao telefone, já que ligamos insistentemente para alertar que estávamos chegando, declarou que não iria nos alugar carro nenhum, que estávamos 1 hora atrasadas e portanto havíamos descumprido o trato.Este mesmo funcionário, que depois descobrimos era o próprio gerente, começou aos gritos de ponham-se daqui para fora, o cara era totalmente louco. Não preciso dizer que nós 4 ficamos apavoradas, o lugar era isolado e o cara tinha todo o perfil de serial killer, pois o humor dele oscilava entre o bonzinho e o monstro em segundos. Nossa salvação foi o santo taxista que nos levou até lá e percebendo a loucura não arredou pé do nosso lado.

E agora ? :0 !

Cada coisa que acontece não é mesmo? Olha que eu já viajei um bocado, mas aquela era uma situação completamente nova, o que iríamos fazer no interior da Inglaterra à pé?

Achamos que o melhor era assumir uma postura de submissão e quase de joelhos imploramos que o louco nos alugasse o carro, depois de o taxista e ele quase partirem para agressão física e ameaças mútuas, o doidão virou um cordeiro e nos liberou o carro – detalhe: o carro não era automático como eu havia alugado. Fazer mudança com a mão esquerda? Por esta eu não esperava… nem elas!

Barnstaple ficou para trás, mas  o gosto amargo daquele episódio nos acompanhou por algum tempo.

Verão inglês, pleno julho, fazia frio e chovia. Primeira noite em um hotelzinho bem simpático exatamente no meio do nada, mas os donos era um casal que já tinha viajado o mundo, sentamos para jantar com uma boa garrafa de vinho italiano e foi naquele momento que nossa viagem realmente começou.
As 4 mosqueteiras: Magda, Mylene, Cleo e eu.

Esperem pela Parte II – A saga continua :)))!

«

»

1 COMENTÁRIO
  • Clarisse
    5 anos atrás
    AUTHOR

    Então Andrea!
    A vida passa voando! Convide as suas amigas e façam esta aventura, a Cornualha é linda demais!
    Abração,
    Clarisse

Deixe-nos seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Captcha *

Siga-nos no Instagram

  • Napa e as cidades vizinhas do Napa Valley, ao norte de São Francisco, que atualmente está produzindo alguns dos melhores vinhos do mundo, está conquistando o coração – e o paladar – de quem viaja pela Califórnia.
Um destino turístico que se formou a partir da entrada histórica desses vinhos na primeira divisão dos vinhos mundiais vencendo a prestigiosa competição de Paris em 1976.
📷@lianalaroche
.
.
.
.
#usa #california #napavalley #californianwine #airbaloon #viajandocomarte  #travel #traveling #travelgram #instatravel #summer #summervibes #traveller #travelblog #travelblogger #travelpic #mood #travelholic #travelphotography #traveldiary #traveldiaries  #wanderlust #happy #travelgirl #photography
  • A eterna beleza do interior da Catedral Notre Dame de Paris.
.
.
.
.
#paria #notredamedeparis #frança #viajandocomarte  #travel #traveling #travelgram #instatravel #summer #summervibes #traveller #travelblog #travelblogger #travelpic #mood #travelholic #travelphotography #traveldiary #traveldiaries  #wanderlust #happy #travelgirl #photography
  • Páscoa é tempo de renovar.
Caminhos, passaportes, carteira internacional de motorista, novos destinos, quem sabe até uma mala nova, para encarar novas aventuras pelo mundo.
E se você quiser fazer estas descobertas conosco, melhor ainda.
Feliz Páscoa 🐰!
.
.
.
.
#pascoa #mexico ##viajandocomarte  #travel #traveling #travelgram #instatravel #summer #summervibes #traveller #travelblog #travelblogger #travelpic #mood #travelholic #travelphotography #traveldiary #traveldiaries  #wanderlust #happy #travelgirl #photography
  • Por do sol em Manhattan visto do Brooklyn.
.
.
.
.
.
#sunset #novayork #manhattan #Brooklyn  #viajandocomarte  #travel #traveling #travelgram #instatravel #summer #summervibes #traveller #travelblog #travelblogger #travelpic #mood #travelholic #travelphotography #traveldiary #traveldiaries  #wanderlust #happy #travelgirl #photography
  • Ribeirão da Ilha é um recanto açoriano na ilha de Florianópolis. É famoso pelas fazendas de ostras. O restaurante Ostradamus serve a iguaria direto de sua criação particular. Divino lugar.
.
.
.
#viajandocomarte #wanderlust #adventure #experiencia #ostra #ig_naturelovers #ig_santacatarina_ #ig_florianopolis #ig_praiasdobrasil #ig_brazil_
  • Você ai comendo chocolate e eu sonhando com as praias do Algarve.
.
.
.
#portugal #algarve #beach #praiadocamilo #viajandocomarte  #travel #traveling #travelgram #instatravel #summer #summervibes #traveller #travelblog #travelblogger #travelpic #mood #travelholic #travelphotography #traveldiary #traveldiaries  #wanderlust #happy #travelgirl #photography
  • Lugar cool situado no bairro histórico de Plaka, o Brettos, é um lugar perfeito para um happy hour onde você pode provar os melhores coquetéis e degustar a típica bebida grega - o Ouzo.
.
.
.
.
#atenas #grecia #plaka #brettos #happyhour #bar #viajandocomarte  #travel #traveling #travelgram #instatravel #summer #summervibes #traveller #travelblog #travelblogger #travelpic #mood #travelholic #travelphotography #traveldiary #traveldiaries  #wanderlust #happy #travelgirl #photography
  • Bongiorno Roma!
📷@camile_benedetti
.
.
.
.
#italia #roma #trastevere #viajandocomarte  #travel #traveling #travelgram #instatravel #summer #summervibes #traveller #travelblog #travelblogger #travelpic #mood #travelholic #travelphotography #traveldiary #traveldiaries  #wanderlust #happy #travelgirl #photography