TOP
User comments
Aventura Brasil praias Santa Catarina trekking trilhas trilhas Variedades

Trilha da Galheta em Florianópolis ou pode chamar de Parque Arqueastronomico

Florianópolis lembra praia , lembra descanso, jogar os pés para o alto e tomar uma caipirinha?

Mas se não for assim , um pouco de esforço e a recompensa pode ser esta!

Praia da Galheta

Praia da Galheta

Partindo da Barra da Lagoa nos chamou a atenção uma placa que dizia : Trilha Arqueastronomica das Pedras Sagradas. Desci do carro e na lojinha em frente me informei . A trilha é particular e se cobra $ 10,00 por pessoa, é uma subida de uns 30 minutos mas o visual é fantástico, de lá se vê toda a região norte da Ilha , com especial ênfase na Lagoa da Conceição, Praia Mole e a Galheta (famosa praia de nudismo de Floripa)

Trilha Pedra Sagrada

Trilha Pedra Sagrada

Como adoramos um desafio foi o que bastou! Nada que um preparo físico básico não seja suficiente. Não desista sem tentar, vale cada pingo de suor.

Trilha com vista para praia da Galheta

Trilha com vista para praia da Galheta

A trilha pelo meio da mata logo se abre num campo no alto do morro , e dai é só alegria! O visual não pode ser mais maravilhoso e o vento refresca o calor úmido da trilha fechada. Para os mais sensíveis aconselho usar repelente e nõ esqueçam o protetor solar. Estava um dia nublado que se abriu num sol maravilhoso quando chegamos no alto. Mas o mais importante de tudo , éramos só nós dois na trilha , um paraíso particular.

Pedras sagradas da trilha da galheta

Pedras sagradas da trilha da galheta

Mas o mais interessante é a história do lugar, a curiosidade de um menino e a inquietação do pescador que sonhava conhecer o mundo pelo mar transformaram a vida de Adnir Ramos, o Maninho. Sem precisar sair da Barra da Lagoa, onde criou e e mantém o IMMA (Instituto Multidisciplinar de Meio Ambiente e Arquoastronomia ) no Parque da Galheta , ele localizou os agrupamentos de pedras sobrepostas que formam pequenas janelas. São frestas de onde se vê o nascer do sol nos solstícios e equinócios, eventos celestes que marcam a troca das estações do ano. Os dolmens são grandes calendários luno-solar que fazem parte da sabedoria ancestral utilizada para marcar as estações do ano, com instrumentos de medição do tempo que ainda hoje permitem entender a mecânica do universo.

User comments

descanso do guerreiro


São formações rochosas gigantescas que não se entende como foram parar ali , assim como nos Parques de Stonehenge na Inglaterra ou os Moais da Ilha da Pascoa , mas que por aqui são ainda mais desconhecidos e intrigantes. Por via das dúvidas me coloquei exatamente embaixo da pedra mais importante , onde a energia seria mais forte! Pena que não era no solstício!
E para completar um mergulho na Praia Mole , que fica logo ao lado.

Praia Mole

Praia Mole

O Solstício de Verão,  o dia onde o Sol brilha mais tempo no céu, costuma ter grande afluência de pesquisadores e são motivo de comemorações por aqui . A partir desse momento há um declínio do sol, os dias começam a ficar mais curtos e começamos a armazenar forças para o outono. Tradicionalmente as ervas colhidas nesse dia são muito poderosas.
O fogo marca esta festa como o Sol que permanece por mais tempo no Céu. Esta é a melhor época para queimar as preocupações do ano que passou.
Para os mais místicos , existe a crença que são épocas importantes para se harmonizar com as energias do ciclo solar Nelas os solstícios e equinócios são  reconhecidos como ocasiões importantes para uma ligação para a meditação, para a ascensão da mente.

Dolmen de Oração

Dolmen de Oração

 

«

»

Deixe-nos seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Captcha *