TOP
red
America do sul Brasil Nordeste praias viagem de carro

Vale a pena gastar suas férias e seu dinheiro viajando pelo Brasil?

Pois a minha resposta é sim. Vale muito.

Hoje a principal coisa a se considerar é que você viajando no Brasil gasta em reais o que torna tudo imediatamente mais bonito e mais viável, porque meu amigo, viajar e multiplicar tudo x6 dói muito e até perde a graça.

Meu plano inicial era comemorar meu aniversário especial em um lugar que ninguém da família conhecesse e que fosse junto à natureza, tinha escolhido ir para a Nova Zelândia, iriamos em março de 2021, mas esta história você já conhece o fim.

Seguindo a premissa primeira de ir a um lugar inédito depois de algumas pesquisas resolvi fazer um roteiro pelo Brasil.

Começamos nossa trip por Maceió e distribui os dias assim:

3 noites – São Miguel dos Milagres

3 noites – Praia dos Carneiros

1 noite – Olinda

4 noites – Praia da Pipa

3 noites – São Miguel do Gostoso

1 noite, a última em Natal

Fizemos todo o roteiro de carro, na verdade em 2 carros, éramos 6 pessoas e parece mentira não consegui alugar uma van que  coubessem todos mais a bagagem, vans no nordeste só se consegue com motorista, não era para nós.

Alugamos uma Spin que cabe 7 pessoas sem bagagem e + 1 Polo.

Quando andávamos pelas praias locais íamos juntos na Spin e quando viajávamos com malas, nos dois carros, funcionou.

Fora eu, que tinha estado no nordeste em outra vida, todos estavam indo para lá pela primeira vez.

Chegando em Maceió, fomos direto a praia do Francês onde almoçamos e vimos o por do sol, fiquei muito impressionada com os horários do sol por lá, com certeza deveria ter fusos horários diferentes pois o sol nasce antes das 5hs da manhã e se põe no máximo as 17:30hs, sol das 9hs da manhã já está a pino.

Decidimos virar criaturas solares para aproveitar o dia ao máximo.

7

Acordando cedo e vendo o sol nascer na Praia dos Carneiros

 

Acordávamos com o sol e jantávamos pelas 18:30hs – super zen 😀.

Chegamos em São Miguel dos Milagres à noite e aqui algumas considerações – Milagres foi um dos lugares onde achei a natureza  lindíssima, a cor do mar, as piscinas naturais, os coqueirais à beira mar, sério, me lembrou muito as Maldivas, é muito lindo de verdade, temperatura da água perfeita, a gente nunca sofre para entrar no mar. Por aqui já sopra um vento, mas nada que incomode.

17

15

Mar caribenho e pousada pé na areia em São Miguel dos Milagres

Não vou falar da pousada que ficamos, ela era pé na areia, mas como acomodação, serviço, deixou muitíssimo à desejar.

Tem alguns lugares bem melhores para ficar, como por exemplo a Pousada do Toque, que fui conhecer, mas estava lotada.

Não espere um centrinho em Milagres, nem na super badalada Praia do Patacho, a vida aqui acontece nas pousadas.

No meu aniversário reservamos para jantar na Pousada Origami, onde comemos muito bem.

Um dos programas mais populares por aqui e alugar um barco para mergulhar nas piscinas naturais que são lindas.

22

11

 

Mas no mais, é caminhar ou pedalar na praia, ler, relaxar, tomar muitas caipifrutas, eu voltei apaixonada pela caipifruta de caju, irresistível.

34

 

Tem um lugar ao norte de Milagres que chama Palmeiras, é na própria BR 101, ali tem várias lojinhas de artesanato, rendas, chitas, ateliês de Arte com coisas de vários lugares do nordeste, muita coisa linda.

21

24

Ateliers e artesanato em Palmeiras

25

26

lua

 Vimos a lua cheia nascer no mar, foi meu presente de aniversário.

Entre Milagres e a Praia dos Carneiros, passamos o dia na Praia do Patacho, e aí é meio problemático, pois muitas pousadas com a pandemia não aceita quem não está hospedado, nos vimos na praia no sol sem cadeiras, guarda sol e eu não sou boba de ficar embaixo de coqueiro não! O risco é grande de um côco cair na sua cabeça sabia? A estatística é que 150 pessoas morrem por ano de “cocada” acredite se quiser.

Uma pessoa de lá nos deu a dica de um lugar onde poderíamos passar o dia e assim conhecemos o Sonho do Patacho – assim, se você não tem outra alternativa é um quebra galho, pois ele oferece cadeiras, guarda sol, chuveiros, serviço de bar e restaurante, mas longe de ser um sonho.

Mas pra nós foi uma mão na roda.

Na estrada o que mais se vê são campos e campos cobertos de cana de açúcar e lá de vez em quando alguma mandioca e algum gado zebu.

Chegamos em Carneiros à tardinha e nossa pousada chamada Sitio da Prainha, eram uns bangalôs bem legais, pé na areia, à poucos metros do cartão postal do lugar – a igrejinha de São Benedito.

9

Praia dos Carneiros

carneiros

 

Na nossa primeira manhã em Carneiros contratamos um barco para nos levar a conhecer as atrações locais, o mangue que é uma continuação desse braço de mar que é Carneiros, fomos ao local onde a gente se pinta toda de um argila medicinal local, depois mergulho nas piscinas e por último paramos ao longe para ver a Igrejinha, que tinha uma fila de pessoas esperando para tirar uma foto em frente, eu que gosto de levantar com o sol, reservei minha visita nas primeiras horas do dia, e não havia ninguém por perto.

29

alugamos uma lancha privada para fazer o passeio nos manguezais e em outras atrações de Carneiros

30

tratamento nas argilas curativas locais, lá vendem vários tipos de sabonetes e loções para vários tipos de males da pele.

31

mergulho nas piscinas na hora da maré baixa

33

expectativa x realidade, reparem no tamanho da fila das pessoas querendo tirar fotos na frente da igrejinha de São Benedito

O lugar mais badalado de Carneiros é o beach club chamado Bora-Bora, mas quando chegamos por lá em torno das 15hs, já estava com cara de fim de festa, acho que o bom aqui é chegar de manhã.

E fomos procurar outro lugar para o nosso almo/janta e paramos no JOBAR, lugar na beira da praia, comida excelente, super recomendo.

35

almoço maravilhoso no JOBAR em Carneiros, super recomendo.

47

Eu como tenho urticária a multidões, acordei cedinho para fazer a foto clássica de Caneiros.

Como já havíamos visto tudo o que tinha para ver em Carneiros decidimos passar o dia na mega famosa Praia Porto de Galinhas que fica a menos de 1hora de carro.

41

Na praia em Porto de Galinhas.

Em Porto de Galinhas ficamos um pouco mais ao norte da muvuca, uma extensão da mesma praia porém num lugar mais tranquilo, menos gente, um barzinho com infra de guarda sol, cadeiras e bebidas.

Mar lindo e quente, vento soprando firme.

37

Finalmente avistei uma jangada, já estava ficando frustrada.

3

Mais tarde fomos conhecer o centrinho e almoçar.

O centrinho é bem legal, todo cuidado, cheio de boungavilleas coloridas, lojas de artesanato e muitas opções de restaurantes.

39

Centrinho de Porto de Galinhas.

40

Nós escolhemos o Barraca, com uma decoração para lá de original e uma comida deliciosa.

42

45

43

Depois fui ver as toalhas de renda com trabalhos belíssimos e preços convidativos, me dei de presente uma toalha de mesa linda com um trabalho incrível em renda renaissance.

Gostei muito de Carneiros, vale conhecer, talvez 2 noites seja suficiente.

Saímos depois do café, era domingo e resolvemos entrar em Recife para conhecer o centro histórico, foi uma boa surpresa, o centro estava festivo, com feirinhas de artesanato, cafés com música ao vivo nas calçadas, demos uma passada no pavilhão de artesanato e fizemos umas comprinhas.

49

Centro histórico de Recife

6

50

 

Valeu a entrada.

Dali seguimos direto para Olinda, onde ficamos na Pousada Quatro Cantos, cuja sede fica num antigo casarão colonial cheia de charme e bem localizada.

5

Olinda

4 cantos

Pousada 4 cantos em Olinda

olinda 

Na entrada fomos interpelados por um rapaz se oferecendo de guia, combinamos com ele e no horário marcado o Cleiton estava lá para nos mostrar e contar as histórias de Olinda, um lugar que eu adoro, que está bem preservado, cheia de igrejas e mosteiros, casas com fachadas de azulejos, flores, a cidade estava em festa, roda capoeira, o maracatu rolando em vários pontos da cidade.

IMG_7838

Eu já conhecia Olinda e já era apaixonada por essa cidade.

o2 

o4

Não perca o por do sol em Olinda no Passo da Sé, em frente ao antigo observatório astronômico, cheio de barraquinhas de tapioca, o sol se põe atrás do skyline de Recife.

o5

o3

 

Descendo do Alto da Sé caímos nos quatro cantos que é o lugar da saída dos blocos no carnaval, agora imagina você que em Outubro aquilo lá já é uma festa.

51

Na continuação volto para contar da Praia da Pipa e de São Miguel do Gostoso.

 

«

»

1 COMENTÁRIO
  • EDUARDO
    2 semanas atrás

    Muito interessante ! Belas Fotos ! Sugiro um pouco mais de detalhes sobre as POUSADAS HOTEIS e os Bares / Restaurantes que voces frequentam durante as suas viagens e experiências vividas . Ao menos teremos referenciais

Deixe-nos seu comentário!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Captcha *